Manutenção preventiva: qual é a importância para o condomínio?

Cuidados Gestão por Janaína Ferreira em 19/11/2020

Voltar ao blog

Prevenir é melhor que remediar! A manutenção preventiva em condomínios é essencial para evitar transtornos e gastos desnecessários com correções no condomínio.

Por isso, o síndico ou administradora do condomínio deve ficar muito atento a essa questão.

Neste artigo, falaremos um pouco mais sobre a manutenção preventiva e sua importância para condomínios. Acompanhe!

O que é a manutenção preventiva?

A manutenção preventiva é simplesmente fazer análises e antecipar problemas com a estrutura do condomínio que, possivelmente, podem dar algum problema futuro, como encanamentos, rede elétrica, infiltrações, rachaduras, equipamentos com defeito, entre outros.

A manutenção preventiva tem como objetivo preservar e conservar o empreendimento, além de garantir a segurança e bem-estar dos moradores e funcionários.

A importância da manutenção preventiva em condomínios

A manutenção preventiva tem grande importância na gestão de um condomínio.

Esse tipo de cuidado garante mais segurança, conforto e bem-estar para os moradores, evitando problemas para o síndico e custos para o empreendimento.

Benefícios da manutenção preventiva condominial

A manutenção preventiva em condomínio traz muitos benefícios para o condomínio, como:

● Diminui os imprevistos;
● Melhora a conservação do prédio
● Reduz os custos;
● Diminui problemas técnico com equipamentos, elevadores, etc.;
● Ajuda na preservação e durabilidade de equipamentos;
● Promove uma maior segurança para moradores e funcionários.

Quais são os itens que todo o síndico deve fazer a manutenção preventiva?

Veja, abaixo, os itens que todo o síndico ou administrador de condomínio deve se atentar e fazer a manutenção preventiva:

● Equipamentos e elevadores;
● Instalações elétricas e hidráulicas;
● Sistema de combate a incêndio (extintores, etc.);
● Para-raios;
● Sistema de gás e água;
● Sistema de segurança e portaria;
● Estrutura (telhados, calhas, pinturas, saídas de ar-condicionado, etc.);
● Áreas de lazer (piscina, churrasqueira, brinquedos dos parquinhos, etc.).

Como fazer a manutenção preventiva no condomínio?

Para começar a fazer a manutenção preventiva no condomínio você, síndico ou administrador, deve fazer um diagnóstico dos principais itens que merecem atenção no condomínio e verificar como está a situação dos locais de mais fluxo de pessoas.

Faça um levantamento dos principais componentes do condomínio (estrutura, máquinas e equipamentos) que precisam de inspeções regulares;

Liste todos os itens com riscos e que merecem mais atenção, apresente em assembleia para os moradores e faça uma apresentação das soluções.

Após a votação, busque empresas especializadas em manutenção preventiva em condomínios e faça a contratação.

A manutenção preventiva pode parecer um gasto desnecessário, mas tenha a certeza que prevenir que algo aconteça no condomínio pode evitar diversos problemas na sua gestão e, claro, te ajudar a economizar dinheiro e recursos.

Esperamos que este artigo tenha sido útil para você!
Um grande abraço e até a próxima. 🙂

Gostou deste artigo? Confira outros conteúdos que podem ser do seu interesse:

● Quais são os cuidados no descarte do lixo no condomínio durante a pandemia?

● Ar-condicionado: conheça as regras de condomínio

● Como deve ser feita a limpeza do condomínio?

Deixe seu comentário

Voltar ao blog